Imunização

Meninos também serão vacinados contra o HPV

Juliana Conte com informações do Ministério da Saúde

A partir deste mês, os meninos de 12 a 13 anos poderão também se vacinar contra o vírus do HPV na rede pública de saúde. O anúncio foi feito em outubro do ano passado pelo Ministério da Saúde durante coletiva de imprensa em Brasília.

A faixa etária será ampliada gradativamente até 2020, quando serão incluídos os meninos com 9 anos até 13 anos. Com a inclusão, o Brasil será o primeiro país da América Latina e o sétimo do mundo a oferecer a vacina para meninos em programas nacionais de imunizações.

Veja também: Mitos e verdades sobre a vacina contra o HPV

O esquema vacinal contra o HPV para o público masculino será de duas doses, com seis meses de intervalo entre elas. Já para os que vivem com o HIV, o esquema vacinal é de três doses, com intervalo de dois e seis meses, respectivamente. Nesses casos, é necessário apresentar prescrição médica.

A estratégia tem como objetivo proteger contra os cânceres de pênis, garganta e ânus, doenças que estão diretamente relacionadas ao HPV. Além disso, como os homens são responsáveis pela transmissão do vírus para suas parceiras, ao serem imunizados estão colaborando com a redução da incidência do câncer de colo de útero e de vulva nas mulheres. (Vale lembrar que desde 2014 a vacina é oferecida para meninas de forma gradual).