Corpo humano

testículo

Male testes anatomy

Os testículos são as glândulas sexuais (gônadas) masculinas e fazem parte do sistema reprodutor do homem, juntamente com o epidídimo, próstata, ductos deferentes, vesículas seminais e pênis. Localizam-se logo atrás do pênis, dentro de uma bolsa músculo-cutânea, a bolsa escrotal.

Sua função é produzir espermatozoides e testosterona, o principal hormônio masculino, que determina o surgimento das características sexuais masculinas secundárias, como a distribuição de pelos pelo corpo, o engrossamento da voz, entre outras.

Nos mamíferos, surgem aos pares e têm forma ovoide, envoltas por uma cápsula  fibrosa de tecido conjuntivo, de cor branco-nacarado, chamada túnica albugínea. Essa túnica se torna mais espessa na região dorsal, dando origem ao mediastino dos testículos. Do mediastino partem septos fibrosos chamados séptulos dos testículos, que subdividem o testículo em lóbulos.

Nos lóbulos se encontram os túbulos seminíferos, ductos finos e longos, onde são produzidos os espermatozoides. Os túbulos seminíferos se dispõem como novelos em um tecido conjuntivo, onde se encontram as células intesticiais de Leydig, que produzem testosterona.

Formação

Os genitais masculinos têm a mesma origem embrionária dos genitais femininos.
Os testículos são formados dentro da cavidade abdominal do menino durante a gestação. À medida que a gravidez evolui, eles começam a descer para a bolsa escrotal, levando consigo veias e artérias, estruturas que lhes garantem a irrigação.
Isso acontece, porque o controle da temperatura é crucial para a formação e amadurecimento dos espermatozoides. Se permanecessem dentro da cavidade abdominal, onde a temperatura é um grau mais alta do que no interior da bolsa, a produção dos espermatozoides estaria seriamente comprometida.

Na imagem 03 , estão representadas em azul as veias e artérias que acompanham os testículos quando descem para a bolsa escrotal e, em vermelho, o músculo cremaster. A função desse músculo é contrair para puxá-los para perto do corpo ou relaxar para afastá-los, mantendo, assim, o mecanismo ideal para controle da temperatura. Por isso, nos dias muito frios, os testículos diminuem de tamanho e, quando faz muito calor, a bolsa escrotal dilata.