Doenças e sintomas

Cistite

Cistite é uma infecção e/ou inflamação da bexiga. Em geral, é causada pela bactéria Escherichia coli, presente no intestino e importante para a digestão. No trato urinário, porém, essa bactéria pode infectar a uretra (uretrite), a bexiga (cistite) ou os rins (pielonefrite). Outros microorganismos também podem provocar cistite.

Homens, mulheres e crianças estão sujeitos à cistite. No entanto, ela é prevalente nas mulheres porque as características anatômicas femininas favorecem sua incidência. A uretra da mulher, além de muito mais curta do que a do homem, está mais próxima do ânus.

Nos homens, depois dos 50 anos, o crescimento da próstata e consequente retenção de urina na bexiga pode causar cistite.

Sintomas

* Necessidade urgente de urinar com frequência;

* Escassa eliminação de urina em cada micção;

* Ardor durante a micção;

* Dores na bexiga, nas costas e no baixo ventre;

* Febre;

* Sangue na urina nos casos mais graves.

Diagnóstico

* Levantamento da história clínica do paciente e de seus sintomas;

* Exame de urina tipo I;

* Urocultura com antibiograma (para identificar o agente infeccioso e orientar o tratamento).

Tratamento

O tratamento das cistites infecciosas requer o uso de antibióticos ou quimioterápicos que serão escolhidos de acordo com o tipo de bactéria encontrada no exame laboratorial de urina. Especialmente nas mulheres, as recidivas podem ser freqüentes e mais graves, mas, se o tratamento for seguido à risca, a probabilidade de cura é grande. Por isso, é preciso tomar os medicamentos respeitando o tempo recomendado pelo médico mesmo que os sintomas tenham desaparecido com as primeiras doses.

Recomendações

* Beba muita água. O líquido ajuda a expelir as bactérias da bexiga;

* Urine com freqüência. Reter a urina na bexiga por longos períodos é uma contra-indicação importante. Urinar depois das relações sexuais favorece a eliminação das bactérias que se encontram no trato urinário;

* Redobre os cuidados com a higiene pessoal. Mantenha limpas a região da vagina e do ânus. Depois de evacuar, passe o papel higiênico de frente para trás e, sempre que possível, lave-se com água e sabão;

* Evite roupas íntimas muito justas ou que retenham calor e umidade, porque facilitam a proliferação das bactérias;

* Suspenda o consumo de fumo, álcool, temperos fortes e cafeína. Essas substâncias irritam o trato urinário;

* Troque os absorventes higiênicos com frequência para evitar o proliferação bacteriana.