Doenças e Sintomas

Retenção de líquidos

Retenção de líquidos é o nome popular que descreve o inchaço no corpo ou em parte dele.

É razoavelmente comum as pessoas sentirem que estão “retendo líquidos”. As pernas inchadas no final do dia, com marcas de pressão das meias ou dos sapatos, são um exemplo de edema – termo médico que se refere ao inchaço.

O edema é o resultado do extravasamento de um líquido (pobre em proteínas do sangue) que sai dos vasos sanguíneos e vai para o tecido subcutâneo. Esse líquido confere o aspecto inchado e brilhante da pele, muitas vezes compressível por acessórios do vestuário ou mesmo com a pressão dos nossos dedos sobre a pele, deixando uma marca, um sulco, transitoriamente.

Causas

Existem mecanismos muito sofisticados para manter o equilíbrio dos líquidos no corpo. Pouco mais de dois terços dele é composto por água. Entretanto, todos os fluidos corporais, inclusive o sangue, são compartimentalizados de acordo com sua função.

Desequilíbrios nesses mecanismos, tais como variações de pressão sanguínea regional, quantidade de proteínas no sangue, quantidade de sais disponíveis no corpo, ação da força da gravidade, sedentarismo, entre outros fatores, podem favorecer o aparecimento do edema.

Outras causas possíveis são:

1)    problemas renais, cardíacos ou hepáticos;

2)    doenças da tireoide que provocam um tipo específico de edema;

3)    remédios, como alguns anti-hipertensivos, que podem alterar a permeabilidade dos vasos sanguíneos;

4)    reações inflamatórias, como as que ocorrem em reações alérgicas, que alteram a capacidade dos vasos de manter-se competentes contra o extravasamento líquido.

Na maioria das vezes, porém, os pequenos inchaços têm causa local, como a circulação regional insuficiente.

Sintomas

As pessoas costumam notar os sinais do edema em regiões mais suscetíveis ao acúmulo de líquidos. Isso ocorre nas pernas, nas costas de pessoas que ficam deitadas por muito tempo ou em regiões mais propensas à ação da força da gravidade.

Diagnóstico e Tratamento

O diagnóstico baseia-se na avaliação médica do quadro clínico. Pode ser necessário também pedir alguns exames de sangue que dosam a quantidade de sais e proteínas, assim como uma avaliação cardíaca, hepática, renal, imunológica e tireoidiana. Às vezes, se faz necessário também realizar exames para avaliar as veias e artérias próximas ao local mais afetado pelo inchaço.

Para cada tipo de inchaço deve haver uma causa, que requer um tratamento específico.

Recomendações

Procure um médico:

* Se seus pés incharem muito a ponto de os sapatos e meias ficarem apertados ao longo ou no final do dia;

*  Se amanhecer com as pálpebras ou o rosto inchado;

*  Se houver inchaço assimétrico, mesmo que leve (só uma perna, ou só um braço, por exemplo), pois pode ser um sinal de trombose;

*  Se aparecer inchaço no corpo, depois de começar a usar um remédio novo. Ele pode ser efeito colateral ou reação alérgica provocados pelo medicamento.