Doenças e Sintomas

Pitiríase versicolor

Pitiriase versicolor é uma infecção superficial da pele provocada pela levedura lipodependente Malassezia furfur, dos fungos Pityrosporum orbiculare e Pityrosporum ovale. A presença dessas leveduras é extremamente comum na pele de todos os seres humanos, de forma especial nas áreas mais gordurosas do corpo, como tronco, braços, face, pescoço e couro cabeludo. São fatores de rico para o aparecimento das lesões calor, umidade, pele oleosa, sudorese abundante e baixa resistência imunológica.

A doença afeta indistintamente homens e mulheres jovens e sua principal característica é a mudança na pigmentação da pele. Ela também é conhecida pelos nomes tínea ou tinha versicolor, pano branco e micose de praia.

Sintomas

Em geral, as lesões são assintomáticas, mas alguns pacientes se queixam de leve coceira. Elas aparecem sob a forma de múltiplas manchas descamativas, hipo ou hiperpigmentadas, que variam do branco ao castanho ou são avermelhadas. Na verdade, elas ficam mais evidentes quando a pessoa toma sol, porque se destacam na pele bronzeada não comprometida pela infecção. As lesões pequenas e isoladas no inicio podem confluir numa área maior dispigmentada.

Diagnóstico

O diagnóstico clinico baseia-se no aspecto e localização das lesões. O exame micológico direto ajuda a identificar o tipo de fungo e a lâmpada de Wood, a extensão e características das lesões micóticas. É muito importante estabelecer o diagnóstico diferencial com a hanseníase, a pitiríase rósea, a dermatite atópica e seborreica para orientar o tratamento.

Tratamento

Como a pitiriase versicolor é uma infecção fúngica superficial, costuma responder bem ao uso tópico de loções à base de sulfeto de selênio nas áreas atingidas num período que varia entre sete e 14 dias. A aplicação deve ser repetida depois semanalmente durante um mês para evitar recidivas. Nessa fase, também é recomendado o uso de xampus e sabonetes especiais, que agem contra os fungos, deixando a espuma permanecer por alguns minutos na pele do corpo e no couro cabeludo.

Quando o paciente tem dificuldade em manter a adesão a essa forma de tratamento, é possível recorrer a medicamentos por via oral, como o cetaconazol, o itraconazol e o fluconazol durante uma semana, dez dias.

Recomendações

* Saiba que a pitiríase versicolor é chamada impropriamente de micose de praia. O fungo que provoca a doença habita naturalmente a pele dos seres humanos e, sob determinadas circunstâncias, produz a infecção;

* Consulte um dermatologista se aparecerem manchas no corpo, especialmente na parte superior do tronco que não pegam cor quando você toma sol.