Doenças e sintomas

Otite externa

Toda infecção do ouvido é chamada de otite.

Será chamada de otite externa se acometer a região da orelha externa, revestida por pele e constituída pelo pavilhão auricular e o conduto auditivo externo que termina numa membrana chamada tímpano. Sua função é localizar a fonte sonora, amplificá-la e levá-la até a segunda região, a orelha média, onde se localiza a tuba auditiva, ou trompa de Eustáquio, que estabelece ligação com a nariz. Na orelha média, o som é amplificado mais ainda, até atingir a orelha interna formada pela cóclea e os canais semicirculares (o labirinto). Infecção na orelha média é chamada de otite média.

Causas

A causa mais comum desse tipo de otite é a infecção por bactérias e fungos. Na maior parte das vezes, esses micro-organismos penetram através de lesões na pele que recobre a orelha externa provocadas por objetos (cotonetes, grampos, por exemplo), por atritos ao coçar ou secar o ouvido e pelo contato com água contaminada (mar, piscina, banhos). O contato frequente com a água pode facilitar a remoção da cera que serve de proteção para o canal auditivo. Por isso, a otite externa também é conhecida como otite dos nadadores.

Sintomas

Dor intensa e perda da audição. Em alguns casos, podem aparecer secreção e prurido.

Diagnóstico

É feito considerando os sintomas e por meio do exame otológico que permite visualizar o interior do ouvido.

Tratamento

O tratamento da otite externa inclui o uso de analgésicos por via oral e de antibióticos ou antifúgicos em gotas, como medicação tópica. Calor local também ajuda a aliviar a dor.  Quando a coceira (prurido) for um sintoma persistente, a conduta indicada é  aspirar a secreção retida que exerce uma pressão dolorosa sobre o tímpano.

Recomendações

* Não introduza objetos que possam ferir a pele para limpar ou coçar o ouvido;

* Enxugue a orelha com cuidado, usando uma toalha macia enrolada na ponta do dedo;

* Evite o uso de cotonetes. Eles podem retirar a cera que protege o ouvido ou empurrá-la para dentro do canal auditivo;

* Utilize protetores macios para evitar a entrada de água, quando nadar;

* Procure um otorrinolaringologista sempre que apresentar dor ou coceira nos ouvidos ou perda de audição.