Doenças e sintomas

Brotoeja / Miliária

Brotoeja é o nome popular de miliária, uma dermatite inflamatória aguda causada pela obstrução dos dutos excretores das glândulas sudoríparas, o que impede a saída do suor. As lesões aparecem, em geral, no tronco, pescoço, nas axilas e nas dobras de pele, sob a forma de pequenas vesículas, pápulas ou pústulas. Ambientes quentes e úmidos, o excesso de roupas e agasalhos assim como a febre alta favorecem esse tipo de erupção cutânea.

A aparência das lesões varia de acordo com a profundidade em que ocorreu o bloqueio no duto excretor, aquele que o suor percorre para alcançar o lado de fora do corpo. As bolhas podem ser pequenas, transparentes e sem sinal de inflamação (miliária cristalina), quando o bloqueio incidiu num ponto mais superficial da epiderme, ou podem adquirir o aspecto de pápulas vermelhas e inflamadas (miliária rubra), quando ocorreu em região intermediária ou, ainda, de pústulas grandes (miliária profunda ou pustulosa), (quando a interrupação ocorreu na região inicial do duto.

Sintomas

Os principais sintomas da brotoeja são coceira e queimação. Coçar pode favorecer o rompimento das bolhas e o aparecimento de pequenas lesões e crostas no local. Pontos de pus e nódulos são sinais de infecção por bactérias.

Diagnóstico

O diagnóstico clínico considera a aparência das lesões e os sintomas. Em alguns casos, é importante estabelecer o diagnóstico diferencial com outras doenças de pele, como a foliculite (infecção dos folículos pilosos por bactérias) e a hidradenite (inflamação das glândulas sudoríparas apócrinas).

Prevenção

A melhor forma de prevenir a manifestação da miliária é evitar situações que provoquem calor e possam provocar sudorese abundante.

Tratamento

Para ser instituído, o tratamento da brotoeja (miliária) leva em conta as características das lesões, o local onde se instalaram e a idade do paciente. Em crianças pequenas, por exemplo, restringe-se a medidas para refrescar a pele com o objetivo é aliviar o desconforto. Para tanto, é importante manter o ambiente fresco e ventilado, usar roupas leves e aumentar a frequência dos banhos. Loção de calamina também pode ser útil.

No entanto, casos mais graves determinados por infecções secundárias exigem acompanhamento médico e a indicação de medicamentos como corticoides e antibióticos, por exemplo.

Recomendações

* Evite passar cremes, loções e filtros solares gordurosos especialmente nos dias de muito calor;

* Ligue o aparelho de ar condicionado ou ventiladores nos dias muito quentes para evitar a produção excessiva de suor;

* Coloque maisena na água de banho do bebê com erupções na pele. O velho conselho da vovó ajuda a aliviar os sintomas da brotoeja;

* Dê preferência às roupas de algodão que ajudam a absorver o suor;

* Consulte um médico dermatologista ou pediatra se as lesões características da brotoeja apresentarem sinais de infecção.